27/07/2016 às 09h00

Tema:"CASA COMUM RESPONSABILIDADE NOSSA"
Lema: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5.24).

Andressa Gongora - [email protected]
Os membros do Conselho Gestor da Arquidiocese de Maringá juntamente com alguns representantes da ARAS Caritas, se reuniram no dia 19/07/16 para avaliarem os projetos entregues para o Fundo Arquidiocesano de Solidariedade 2016, como o TEMA "CASA COMUM RESPONSABILIDADE NOSSA" e o LEMA: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5.24). Acompanhando sempre a Campanha da Fraternidade do ano correspondente.
Em anexo está disponível a ATA da reunião de avaliação e aprovação dos projetos, contendo os nomes da entidades contempladas e a data, horário e local para assinatura do contrato.

ENTIDADES CONTEMPLADAS
Associação Maringaense de Saúde Mental,
Asilo São Vicente de Paulo de Maringá,
Associação de Agentes Ecológicos e Recicladores – COOPERCICLA,
Lar São Francisco de Assis de Jandaia do Sul,
Associação Aliança de Misericórdia,
 Associação de Trabalhadores na Educação e Produção em Agroecologia Milton Santos - ATEMIS de Paiçandu,
Associação Maringaense de Apoio e Reintegração de Adolescentes - AMARAS – Recanto Mundo Jovem,
Cooperativa Ambiental de Seleção de Materiais Recicláveis e Prestação de Serviços - COOPERAMBIENTAL,
Paróquia São Mateus Apóstolo,
Colégio Estadual João de Faria Pioli,
Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Paiçandu,
Associação de Artesanato Santo Antonio.