ARAS - Associação de Reflexão e Ação Social

Notícias

 

34ª Semana Nacional do Migrante

A- A A+

34º SEMANA NACIONAL DO MIGRANTE

MIGRAÇÃO E POLÍTICAS PÚBLICAS

“Acolher, Proteger, Promover, Integrar e Celebrar. A Luta é Todo Dia.”

 

            Historicamente se aponta que os primeiros habitantes das Américas são de origem Asiática, marcados pelos povos tradicionais . Nossa história judaico-cristã revela que somos um povo peregrino. O ser peregrino/migrante está enraizado em nossa existência desde os tempos de Abraão, quando deixa sua terra – Ur dos Caldeus – e vai em busca da terra prometida (Gn, 12). Também Moises partiu do Egito junto ao povo oprimido em busca de liberdade e de uma terra de fartura (Ex 3, 7-10. 13, 3s). Até mesmo Jesus teve que sair de sua terra e se refugiar no Egito a fim de salvar sua vida. (MT 2,14).

            Nossa origem brasileira é mesclada de raças e culturas. Isso se deu pela vinda dos povos africanos e europeus para as Américas. Tivemos em primeiro lugar, o tráfico de povos africanos para o serviço escravo a partir de 1508. Num segundo momento – de meados do século XIX à meados do século XX – veio a imigração europeia, grande parte dela para trabalhar nas plantações de café. Não esqueçamos também dos portugueses que foram os nossos colonizadores.

            A riqueza dessas migrações está firmada na história da humanidade e do nosso país, pelo intercambio de culturas, na culinária, nos idiomas, etc. O Papa Francisco aborda a questão migratória da seguinte forma: “A mobilidade pode revelar-se uma verdadeira riqueza tanto para a família que migra como para o país que a recebe. ” Contudo, o processo migratório que, muitas vezes, ocorre de maneira forçada por motivo de guerra, pobreza, perseguições, intolerâncias, frequentemente põe em perigo a vida de muitas pessoas. Essas situações causam traumas, desestabiliza e separa famílias, causa dores na alma. Portanto, quem acolhe o migrante precisa estar atento a esses indícios que cada ser humano carrega consigo. Só assim acolhida será respeitosa.

            Evidentemente, nos últimos anos o Brasil tem passado por um novo período de acolhimento de pessoas e famílias que sofrem em seus países por inúmeras situações. Em 2017 o Brasil adotou a Nova Lei de Migração nº13.445/2017, voltada à proteção dos direitos humanos como decorrência da proteção constitucional da dignidade humana, assegurando a liberdade, a igualdade, a segurança e os direitos civis, sociais, culturais e econômicos desses povos. Essa lei veio para garantir maior dignidade no acolhimento ao imigrante, para favorecer diálogos institucionais e garantir Políticas Públicas para essa população.

            Na perspectiva de acolher, promover, proteger e integrar precisamos garantir a todos o acesso as políticas públicas. Nesse todos estão incluídos os migrantes que também fazem parte desse nosso povo – o povo de Deus. Mesmo com as diferenças de raça, credo e língua, somos irmãos. Lembremo-nos do que disse Jesus: “Eu era estrangeiro e me acolheste” (MT 25,35).

Para marcar a 34ª Semana Nacional do Migrante (de 16 à 23 de Junho) a ARAS Cáritas e a Pastoral do Migrante promovem uma Festa Cultural . Será no Dia 23 de Junho às 13h no salão da Paróquia Nossa Senhora Aparecida em Maringá. Todos estão convidados a participar desta festa. Os migrantes que quiserem participar do Show de Talentos, apresentando sua música, sua dança, sua arte deverão inscrever-se através do tel: 44 3263-4887.

Galeria de Fotos

34ª Semana Nacional do Migrante 34ª Semana Nacional do Migrante

Artigos Relacionados

Localização

Rua Vereador Joaquim Pereira de Castro - 267

Cep: 87030-170 - MARINGA - PR


 [email protected]     (44) 3263-4887