ARAS - Associação de Reflexão e Ação Social

Notícias

 

ARAS promove Ação de Conscientização quanto ao uso de Agrotóxicos

A entidade, membro da rede Cáritas, vai às ruas para entregar, em mãos, para a população, um manifesto sobre os riscos de uma agricultura dependente de agrotóxicos

A- A A+

   Para marcar o Dia Mundial de Combate ao Uso de Agrotóxico, a Aras Cáritas promove, neste sábado (1/12), uma ação de conscientização no Centro de Maringá. Das 12h às 15h, com concentração na Praça Raposo Tavares, a entidade vai distribuir a 2ª Carta Aberta do Projeto “Agrotóxicos: o envenenamento da casa comum”.

   Como explica a responsável pelo projeto, Érica Daiane Mauri, o primeiro manifesto, lançado no último mês de setembro, destacava os riscos do uso exagerado de agrotóxicos à saúde humana. Neste segundo documento, a entidade reforça esse perigo, porém chama a atenção às consequências dessa prática para o meio ambiente, como um todo.

   “Os riscos de uma agricultura muito dependente dos agrotóxicos vão muito além da área onde são aplicados. Grande parte desses produtos são dispersos pelo vento ou pela água, num processo chamado de ‘deriva técnica’. Isso provoca contaminação do solo, das águas, dos animais etc. Enfim, gera uma série de distúrbios ambientais, que temos como evitar conscientizando a população sobre os riscos e reduzindo o consumo”, explica.

   Além de trazer uma tabela do consumo médio anual de agrotóxicos nos municípios da Arquidiocese de Maringá, o manifesto ainda traz dados estatísticos sobre o processo de contaminação por “deriva técnica”; a contaminação dos rios brasileiros; a contaminação de pólen, que tem provocado a morte de insetos, principalmente das abelhas; e sobre o aumento de plantas resistentes ao glifosato, produto proibido em muitos países – sendo um dos mais utilizados no Estado do Paraná.

   Além da distribuição dos materiais gráficos, no dia da ação a entidade lança um vídeo com a mesma temática, convocando a população, as empresas, as autoridades, a comunidade científica e acadêmica a refletirem sobre os perigos dos agrotóxicos.

   “É nosso dever enquanto Igreja, a convite do próprio Papa Francisco, cuidar e preservar a nossa casa comum. Ao fazermos isso, estamos cuidando de todas as criaturas e exaltando também o Criador. Enquanto entidade membro da Rede Cáritas, precisamos nos posicionar para avançarmos em áreas de atuação fundamentais como ‘Mudanças climáticas e gestão de riscos’ e ‘Convivência com os Biomas’”, pontua o presidente da Aras Cáritas, padre Emerson Cícero de Carvalho.

Projeto

   Respondendo aos desafios lançados pela Campanha da Fraternidade de 2017, o projeto “Agrotóxicos: o envenenamento da Casa Comum” pretende, com o levantamento e a divulgação de dados, promover a conscientização da população (principalmente dos municípios mais afetados) e das autoridades sobre a necessidade de discutir os impactos do uso de agrotóxicos na vida dos biomas brasileiros.

   Os trabalhos tiveram início em julho deste ano, com o levantamento dos dados nacionais, estaduais e regionais. Em setembro, foi organizada uma mesa redonda – que reuniu representantes da UFPR, Ministério Público e Regional de Saúde. E, agora, esta terceira ação. Uma nova mesa redonda está sendo pensada para o início de 2019.

(em anexo, Carta na íntegra)

 

Aras Cáritas Maringá

(44) 3263-4887

arasmaringa@gmail.com

www.aras.org.br

facebook.com/ArasCaritas

Assessoria de Imprensa – Nájia Furlan

(44) 99713-9081

Galeria de Fotos

ARAS promove Ação de Conscientização quanto ao uso de Agrotóxicos

Galeria de Downloads

 Carta Aberta à População

Artigos Relacionados

Localização

Rua Vereador Joaquim Pereira de Castro - 267

Cep: 87030-170 - MARINGA - PR


 arasmaringa@gmail.com     (44) 3263-4887